28 de setembro de 2011

A LENDA DO MUNDO SUBTERRÂNEO

Paccelli José Maracci Zahler

1. Introdução


Os pesquisadores e exploradores, como os russos Nicholas Notovich e Nicholas Roerich, viajando pela Ásia Central disseram ser comuns as histórias sobre a existência de um mundo subterrâneo no qual viveriam os grandes mestres e benfeitores da humanidade.
Tais relatos têm inspirado romancistas e aventureiros e são objetos de estudo de muitas sociedades e grupos esotéricos e ocultistas, principalmente, teosóficos.
Há indícios de que Adolf Hitler teria patrocinado várias expedições científicas pelo Norte da Índia e Tibete em busca de passagens para o mundo subterrâneo onde viveria o Senhor ou Rei do Mundo. Uma aliança política com esse povo poderia representar o controle de todos os países.
Para entender a história do Mundo Subterrâneo é necessário conhecer a hipótese de que a Terra é Oca.


2. A Terra Oca


Desde o início do século, alguns exploradores, dentre eles o russo Dumbrova e o contra-almirante Richard E. Byrd, têm chamado a atenção para a idéia de que existiria uma terra inexplorada além dos Pólos Norte e Sul.
Em fevereiro de 1947, o contra-almirante Byrd realizou um vôo de 2.730 km através do Pólo Norte, tendo descrito uma região montanhosa, com lagos, rios, vegetação e vida animal. O mesmo feito repetiu-se no Pólo Sul, entre novembro de 1955 e março de 1956, revelando "um território novo e vasto", um "continente encantado no céu, terra de perpétuo mistério", nas próprias palavras de Byrd.


O tema já havia sido explorado pelo escritor francês Júlio Verne no livro VIAGEM AO CENTRO DA TERRA, publicado em 1864. Neste livro, o personagem principal, Prof. Lindenbrock, seu sobrinho Axel e um guia islandês partem para uma expedição ao centro da Terra, encontrando uma região com vida pré-histórica e restos de uma antiga civilização.


Entretanto, o primeiro a formular uma teoria sobre a Terra Oca, com abertura nos Pólos, foi o escritor americano William Reed, no livro PHANTOM OF THE POLES, publicado em 1906. Segundo ele, "a Terra é oca e os Pólos, há tanto buscados, são fantasmas. Há aberturas nas extremidades norte e sul. No interior, estão grandes continentes, oceanos, montanhas e rios. É evidente a vida vegetal e animal neste Novo Mundo, que é provavelmente povoado por raças desconhecidas dos moradores da superfície da Terra".


Em 1920, outro escritor americano, Marshall B. Gardner, no livro A JOURNEY TO THE EARTH S INTERIOR OR HAVE THE POLES REALLY BEEN DISCOVERED? apresenta o mesmo conceito da estrutura oca da Terra defendido por William Reed, divergindo na crença da existência de um sol central que originaria o fenômeno da aurora boreal. A Terra teria aberturas circulares em seus Pólos; e a água dos oceanos, que flui através destas aberturas, se aderiria à crosta sólida, tanto em cima quanto embaixo, uma vez que o centro de gravidade se situaria no meio da parte sólida e não no interior oco. Assim, se um barco navegar através da abertura polar e alcançar o interior da Terra, continuaria navegando, em direção oposta no lado de dentro da crosta, podendo atingir o Pólo oposto.


Segundo os dois autores, o clima do interior da Terra seria subtropical, "livre do calor opressivo dos trópicos bem como do frio intenso das zonas temperadas", exatamente como descrito por Júlio Verne.
No livro THE HOLLOW EARTH, publicado em 1969, e que no Brasil recebeu o título de A TERRA OCA, Raymond Bernard, estudando as teorias de William Reed e de Marshall B. Gardner, e relacionando-as com os relatos dos exploradores dos Pólos, principalmente do contra-almirante Richard E. Byrd, tenta provar que a Terra é realmente oca, com aberturas nos Pólos, que em seu interior existe vida animal, vegetal e humana; e que lá existiria uma civilização avançada, detentora da tecnologia dos discos-voadores.


3. Agharta ou Mundo Subterrâneo


Uma vez entendido o conceito da Terra Oca e admitida a possibilidade da existência de um continente no interior do planeta, fica mais fácil compreender a lenda do mundo subterrâneo.


No livro CIDADES PERDIDAS DA CHINA, ÍNDIA E ÁSIA CENTRAL, publicado em 1988, David H. Childress afirma que nessas regiões as histórias sobre os reinos subterrâneos de Agharta e Shamballah são muito comuns, porém contraditórias. Às vezes, se diz que Agharta é um reino subterrâneo que tem como capital Shamballah; outras vezes, que são reinos distintos, havendo entre eles um certa disputa. A mais aceita, no entanto, parece ser a primeira.
O reino de Agharta teria sido fundado por sobreviventes do continente perdido de Atlântida quando este foi engolido pelas águas do Oceano Atlântico há cerca de 11.500 anos.


Os atlantes (habitantes de Atlântida) teriam conhecimento desse mundo subterrâneo e teriam contruído túneis interligando as principais cidades do mundo antigo entre si e com o continente no interior da Terra. Quando Atlântida começou a afundar, eles se refugiaram no interior da Terra com todos os seus sábios.
Acredita-se que a cidade de Lhasa, no Tibete; que a base da Pirâmide de Gizeh, no Egito; que as principais cidades astecas, maias e incas possuem túneis interligando-as à Shamballah. Até mesmo no Brasil, mais especificamente no Planalto Central, GO, e Serra do Roncador, MT, existiriam passagens que conduziriam à Shamballah, pois os atlantes teriam estabelecido colônias nessas regiões. Há quem relate túneis na região de Joinville, SC, e cidades perdidas atlantes na região amazônica.


A civilização de Agharta seria uma continuação da civilização atlante, amante da paz e dedicada à pesquisa científica, sendo capaz de aproveitar as forças naturais, como demonstrado pelos discos-voadores.


Seu dirigente seria o Rei ou Senhor do Mundo cujo representante na Terra seria o Dalai Lama.
Durante vários anos, Agharta teria enviado à superfície vários emissários para ensinar a espécie humana e salvá-la de guerras, catástrofes e destruição. Os principais emissários seriam Quetzalcoatl, Jesus Cristo, Buda, Manco Copac e Kut-Humi.
O épico hindu Ramaiana descreve Rama como um dos emissários de Agharta, o qual teria vindo à superfície da Terra em um veículo aéreo, chamado vimana, que nada mais seria que um disco-voador. Uma tradição chinesa fala de professores divinos vindos em veículos aéreos.
Diz-se que Osíris teria sido, também, um emissário de Agharta e que Salomão havia sido presenteado com um vimana o que teria permitido o seu deslocamento pela Ásia Oriental.
Agharta teria alcançado um elevado grau de civilização, de organização econômica e social, e de progressos culturais e científicos. Suas cavernas seriam iluminadas por uma luz resplandescente que permitiria o cultivo de vegetais e proporcionaria a seus habitantes uma vida longa e livre de doenças. Lá, praticamente não haveria velhice nem morte.
Os sexos viveriam separados e não existiria casamento. Cada um seria livre e independente. As crianças seriam criadas coletivamente por professores especiais e sustentadas pela comunidade.
Pelo exposto, pode-se verificar que o livro, posteriormente transformado em filme, HORIZONTE PERDIDO, com a atriz Liv Ullman, foi baseado na lenda de Agharta com as adaptações necessárias para o cinema.


No livro OUR PARADISE INSIDE THE EARTH, o escritor americano Theodore Fitch diz que os discos-voadores são veículos para viagens atmosféricas que vêm do interior oco da Terra. Seus pilotos são pequenos e servem a uma raça superior (atlantes).Não aparentam ter mais de 30 anos de idade, são muito inteligentes, falam livremente de forma rápida, certa e objetiva.

Respondem a todas as perguntas, contudo mentem a respeito de coisas que não querem que as pessoas saibam, ocultando sua origem subterrânea e fingindo vir de outros planetas. Em geral, se vangloriam de sua mentalidade e conhecimento superiores, afirmando conhecer todos os idiomas da Terra.
É interessante observar que a descrição acima coincide com o relato de pessoas que afirmam peremptoriamente ter tido contato com seres "do espaço".


5. A busca de Agharta


Muitas viagens têm sido empreendidas e patrocinadas por grupos ocultistas e esotéricos para encontrar as passagens para o Mundo Subterrâneo. Uma das mais famosas foi realizada pelo coronel Percy Harrison Fawcett, em 1925, à Serra do Roncador, MT, da qual nunca voltou. Segundo Hermes Leal, autor do livro CORONEL FAWCETT-A VERDADEIRA HISTÓRIA DO INDIANA JONES, o coronel Fawcett teria pertencido à Maçonaria e ela teria sido uma das patrocinadoras de sua expedição.
Durante o período em que esteve no poder, Adolf Hitler teria organizado pesquisas em busca da Agharta pois, segundo a doutrina oculta nazista, lá viviam os Super-Homens. Assim, em abril de 1942, teria enviado uma expedição naval para a ilha de Ruegen, no Mar Báltico, com o objetivo de tirar fotografias da armada britânica, mirando com a câmera para cima e fotografando atrás do centro da Terra Oca.
Diz-se que Madame Blavatsky, fundadora da Sociedade Teosófica, conseguiu fazer contato com mestres de Shamballah e recebido instruções importantes para o desenvolvimento de sua doutrina.
A busca de Agharta continua e, segundo Raymond Bernard, a nação que a encontrar e com ela estabelecer alianças, tornar-se-á a maior do mundo.


6. Considerações finais


Segundo algumas lendas orientais, os habitantes do Mundo Subterrâneo dividiram-se em dois grupos. Os de Agharta seguiram o "caminho da direita", da meditação e da bondade; os de Shamballah, o "caminho da esquerda", do mal, da violência.


Shamballah seria uma cidade de ocultistas negros, cuja força comandaria os elementos e a humanidade através da telepatia, hipnose, mediunidade e outros meios ocultos, a fim de acelerar a chegada da raça humana ao "ponto crucial", provavelmente o Armagedon. Há quem afirme que emissários shambalistas foram enviados à Alemanha para ajudar os nazistas e que, após a derrota, Adolf Hitler teria ido para o Tibete e se estabelecido em Shamballah.
É interessante observar que a antiga religião tibetana Bon, segundo David Childress, afirma ter-se originado em Shamballah. Seu símbolo é uma suástica virada para a esquerda, igual à nazista; os budistas também utilizam uma suástica virada para a direita, simbolizando o "caminho da direita", em oposição ao ocultismo negro, e, quando chegaram ao Tibete, buscaram suplantar pacificamente a religião Bon .
Segundo a tradição, tanto Agharta como Shamballah se conectam em todos os grandes mosteiros do Tibete por um sistema de passagens subterrâneas, cuja entrada é proibida aos forasteiros e guardada por monges.
Shamballah é descrita como um vale maravilhoso e exuberante nas altas montanhas, com uma torre de jade maciço, de onde se irradia uma luz possante.
Tanto em Agharta como em Shamballah podem ser vistas fantásticas invenções e artefatos e seus visitantes costumam sair abismados com o esplendor e a beleza dos lugares, embora tudo seja uma ilusão mental.


Segundo o Prof. Henrique J. de Souza, da Sociedade Teosófica Brasileira, em todas as raças da humanidade existe a tradição de uma Terra Sagrada ou Paraíso Terrestre, a qual somente pode ser conhecida por pessoas merecedoras, puras e inocentes. O caminho para ela constitui a motivação central e a chave mestra de todos os ensinamentos misteriosos e sistemas de iniciação no passado, presente e futuro. Esta chave era designada pelos antigos rosacrucianos pela sigla vitriol , formada pelas primeiras letras da frase latina vista interiora terrae rectificando invenes omnia lapidem,
para indicar que no interior da Terra está oculto o verdadeiro mistério.

AGARTHA – TEORIA DA TERRA OCA? 

Este é o primeiro filme(abaixo) a ser visto da entrada Polar e da Aurora Borealis, poderosa como campo de energia que está ocorrendo na entrada. Este é litterally olhando para a 5 ª Dimensão da estação espacial russa Mir. Uma visão verdadeiramente Celestial, mais bonito do que jamais poderia ter imaginado, simplesmente deslumbrante. Ambos os pólos são-No-Vôo Zonas, é proibido o voo de aeronaves na região, de modo que este extraordinário documento foi tornado acessível por um russo corajoso chamado Wistle Blower. 
(Você pode ver o filme no meu site , na parte inferior da página: UFO e filmes Crop Circles) www.astraelia.piczo.com YOU TUBE:  prova da existência de Agartha INNER EARTH UNIDO: Esta é uma prova excelente da existência do reino de Agartha Innner Terra.


O Reino Agartha é um paraíso dimensional 5 interior do Gaia deusa divina, a nossa amada Mãe Terra. Eles são os descendentes de Lemuria e os de Atlantis que se mantiveram fiéis à Luz.Eles tinham de encontrar abrigo no ventre de Gaia (terra) e criaram um paraíso para viverem no interior da Terra, quando nosso planeta paraíso foi perturbado por invasores escuros a 550.000 mil anos atrás.


A música que você ouve durante o filme está chegando DO INTERIOR DA TERRA ! Ela foi gravada pelo cientista russo em uma caverna secreta tibetano sagrado que se comunica diretamente com a Inner Agartha Reino da Terra.


Os monges tibetanos dizem que tenho meditado durante séculos nesta caverna secreta, e é só desde há pouco tempo que esta música foi ouvida vinda das profundezas da Terra.


O som constante de modulação é cada vez mais poderosos, e é uma indicação de que grandes coisas estão em formação, e que as profecias sobre o retorno de uma Idade da Luz na Terra e da Terra Interior estão prestes a chegar a plenitude da manifestação. É a esperança além da esperança cumprida, esta é a beleza sagrada que foi escondido de nós desde milênios, que os amigos da Luz existe e em torno de nosso planeta, mas que foram mantidos em uma prisão virtual da ignorância desde séculos incontáveis neste planeta . Vamos comemorar essa grande descoberta, eles são a nossa família na Luz, e tem sido decidido por Deus que deve conhecer-nos muito em breve, tão logo tenha os nossos irmãos e irmãs das estrelas terá manifestado o primeiro contato com a humanidade. By the way, você quer saber por que há tanto segredo sobre extraterrestres?


Por que você acha que há tanto segredo sobre OVNI e as civilizações extraterrestres? É porque o que chamamos de anjos ... é deles!


Porque o que chamamos de extraterrestres também são mais elevados Seres dimensional das dimensões espirituais mais elevados em missão aqui enviado por Deus para vir se revelam para nós. Eles são enviados aqui pelo Criador principal deste Universo para oferecer grande ajuda à humanidade, e também para nos informar que eles são a nossa família, e que eles nos consideram como família. Eles também estão vindo para pôr fim ao reinado das trevas deste mundo.


É por isso que nossos governos não querem que você saiba que há uma imensa ARMADA de UFO e a nave mãe gigante ao redor da Terra, preparando-se para o primeiro contato com nós, à espera do sinal de Deus para vir e ajudar a libertar este planeta sagrado e da humanidade das forças dos inimigos da Luz, que têm secretamente tomado o controle quase total do nosso planeta.


Esta é a esperança além da esperança e do grande Luz da Esperança que está sendo escondido de nós.Que a luz da aurora surgir em nossa alma. Astraelia Descubra o site megalíticos sagrado de Agartha na região de Quebec.


(Célio Siqueria)



Imagens:  cubbrasil.net
                 neusarochateles9.blogspot.com
                 onucleo.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA
Deve-se estar sentado confortável com a coluna vertebral bem direita. Começamos por inspirar profundamente pelo nariz e expiramos pela boca. Visualizamos a inspiração em energia branca e pura e a expiração levando todas as toxinas e energias negativas em névoas negras. Seguidamente concentramo-nos na energia do universo, das estrelas, dos planetas e focalizamo-nos em inspirar essa energia, preenchendo-nos completamente com ela. Sentimos o nosso corpo envolvido e preenchido com essa energia de paz e amor universal. Mantemos esta sensação durante cerca de dois minutos e depois, lentamente, pensamos somente em inspirar paz. Pensamos na paz e concentramo-nos na respiração desse sentimento, um sentimento de paz. Quando expiramos, enviamos paz também para o universo, preenchendo-o. Fazer esta respiração durante cerca de dois minutos e está-se pronto para a Meditação da Luz Dourada. Visualizamos de seguida, que inspiramos uma luz dourada. Sentimo-la a entrar para os nossos pulmões e a espalhar-se por todo o nosso corpo. Fazêmo-lo nove vezes. Passamos a respirar regularmente pelo nariz. Depois, começamos a visualizar uma linha dourada desde a base da espinha até ao topo da cabeça. Visualizamos essa linha dourada da grossura de um fio de electricidade. Fazêmo-lo nove vezes. Visualizamos então a grossura do fio dourado a aumentar lentamente até atingir a grossura de um lápis. Sentimos a luz dourada desde a ponta da espinha até ao topo da cabeça. Novamente sentimos a expansão da grossura da luz dourada até atingir a grossura de um dedo a fluir desde o topo da cabeça até à base da espinha. Agora, sentimos a luz a expandir-se para uma coluna de luz dourada que flui desde a base da espinha até o topo da cabeça. Visualizamos esta bela coluna de luz dourada a expandir-se lentamente até nos envolver completamente todo o corpo. Ficamos a sentir, pacificamente, essa luz dourada a envolver-nos. Agora, lentamente visualizamos a coluna de luz que nos envolve, a transformar-se num grande ovo de luz dourada que nos envolve completamente. Sentimos a sua paz e também a sua protecção. Tudo o que está dentro desse ovo cintila de energia, alimenta a nossa aura de energia e fortalece-a. Ficamos durante cerca de dois minutos sentindo-nos envolvidos por esse ovo de luz dourada. Depois, começamos a visualizar o encolhimento do ovo dourado. Primeiro sentindo-o voltar à forma de coluna, e depois lentamente sentimo-la encolher até à base da espinha e ao topo da cabeça. Depois sentimo-la a encolher lentamente até ficar do tamanho de um dedo, depois de um lápis, e finalmente, da grossura dum único fio dourado. Agora, sentimos a energia desse fio dourado a fluir desde a base da espinha até ao topo da cabeça e focalizamo-nos no ponto de intersecção das linhas do terceiro olho e do topo da cabeça. Respiramos por nove vezes, sentindo a energia da luz dourada nesse local da cabeça e depois, deixamos a energia fluir de novo para a boca, estômago, baixo abdómen, deixando-a dissolver-se aí lentamente. Respiramos fundo mais umas quantas vezes e sentimos toda a paz e protecção que essa luz dourada nos proporcionou. Sentimos que podemos fazer esse exercício sempre que quisermos, envolver-nos nessa luz dourada e fortalecer a nossa aura com a sua protecção e energia.

Seguidores

Follow by Email

“O que for a profundeza do teu ser, assim será teu desejo.

O que for o teu desejo, assim será tua vontade.

O que for a tua vontade, assim serão teus atos.

O que forem teus atos, assim será teu destino.”

Brihadaranyaka Upanishad

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.
Seja LUZ !!!

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR
Desperte para a regeneração da alma e do próprio corpo físico, começando por se desintoxicar daquilo que desequilibra a tua saúde física. Depure e purifique teus pensamentos, olhando mais para o Sol da verdade, do que para as nuvens da ignorância. Quem se faz luz não teme a escuridão, nem nevoeiros passageiros. Sabe que tudo que não for essencialmente divino, passa e se transmuta. Sendo assim, transmute-se!