26 de março de 2012

COMPANHERISMO

Vivemos juntos uns com os outros durante anos e ainda assim não sabemos o que é companheirismo.

Olhe ao seu redor. As pessoas vivem juntas, ninguém vive sozinho: casais, crianças com os pais, pais com seus amigos, pais com seus pais... A vida não existiria sem o sentimento de companheirismo. Aliás, você sabe o que é companheirismo?

Mesmo que você esteja casado há quarenta anos, você e seu cônjuge podem não ter vivido juntos durante um momento sequer. Mesmo ao fazer amor, você poderia estar pensando em outra coisa, o que tornaria o ato sexual algo mecânico.

Ouvi dizer que, uma vez, Mulá Nasruddin foi ver um filme com sua esposa. Estavam casados há mais de vinte anos. O filme tinha cenas tórridas de amor e, ao saírem do cinema, a esposa disse: "Nasruddin, você nunca faz amor comigo como aqueles atores do filme." Nasruddin respondeu: "Você está louca? Você sabe quanto pagam a eles para fazerem aquelas coisas?".As pessoas continuam vivendo juntas mesmo quando seu amor não é correspondido. Como então é possível amar, se você ama apenas quando se sente amado? Então o amor também se transformou em mais um produto de consumo: não é mais um relacionamento, um companheirismo ou uma celebração a dois.

Se não está feliz com a outra pessoa, quando muito, você a tolera.

A esposa de Mulá Nasruddin estava morrendo e o doutor disse a ele: "Nasruddin, em momentos assim é melhor dizer a verdade: não há como salvar sua esposa. A doença não tem cura e você deve se preparar para o pior. Não sofra, apenas aceite o destino. Sua esposa vai morrer."
Nasruddin disse: "Não se preocupe. Se eu já sofri por causa dela todos esses anos, posso suportar mais algumas horas!".Sempre que você pensa em termos de tolerância é porque está sofrendo. É por isso que o escritor francês Jean–Paul Sartre disse que "o inferno são os outros", porque com o outro você entra em uma espécie de cativeiro e a relação se transforma em dominação.

Quando o outro começa a criar problemas, sua liberdade acaba e tudo se transforma em rotina, em algo a ser tolerado. Se você estiver apenas tolerando o outro, como conhecer a beleza do fato de estar junto?

Casar significa celebrar o prazer de estar junto. Não é uma licença, muito menos um presente que possa ser fornecido por algum cartório ou sacerdote. Trata-se de uma enorme revolução no seu ser, uma transformação no seu estilo de vida que só acontece quando você comemora a sensação de estar com o outro.

Quando o outro já não é mais percebido como "o outro" e você não se sente mais como um "eu", uma ponte é construída – vocês se tornam um só no que diz respeito ao seu ser mais profundo.

É claro que vocês não existem separadamente, mas a ponte permite que se tenha um vislumbre do significado da palavra companheirismo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA
Deve-se estar sentado confortável com a coluna vertebral bem direita. Começamos por inspirar profundamente pelo nariz e expiramos pela boca. Visualizamos a inspiração em energia branca e pura e a expiração levando todas as toxinas e energias negativas em névoas negras. Seguidamente concentramo-nos na energia do universo, das estrelas, dos planetas e focalizamo-nos em inspirar essa energia, preenchendo-nos completamente com ela. Sentimos o nosso corpo envolvido e preenchido com essa energia de paz e amor universal. Mantemos esta sensação durante cerca de dois minutos e depois, lentamente, pensamos somente em inspirar paz. Pensamos na paz e concentramo-nos na respiração desse sentimento, um sentimento de paz. Quando expiramos, enviamos paz também para o universo, preenchendo-o. Fazer esta respiração durante cerca de dois minutos e está-se pronto para a Meditação da Luz Dourada. Visualizamos de seguida, que inspiramos uma luz dourada. Sentimo-la a entrar para os nossos pulmões e a espalhar-se por todo o nosso corpo. Fazêmo-lo nove vezes. Passamos a respirar regularmente pelo nariz. Depois, começamos a visualizar uma linha dourada desde a base da espinha até ao topo da cabeça. Visualizamos essa linha dourada da grossura de um fio de electricidade. Fazêmo-lo nove vezes. Visualizamos então a grossura do fio dourado a aumentar lentamente até atingir a grossura de um lápis. Sentimos a luz dourada desde a ponta da espinha até ao topo da cabeça. Novamente sentimos a expansão da grossura da luz dourada até atingir a grossura de um dedo a fluir desde o topo da cabeça até à base da espinha. Agora, sentimos a luz a expandir-se para uma coluna de luz dourada que flui desde a base da espinha até o topo da cabeça. Visualizamos esta bela coluna de luz dourada a expandir-se lentamente até nos envolver completamente todo o corpo. Ficamos a sentir, pacificamente, essa luz dourada a envolver-nos. Agora, lentamente visualizamos a coluna de luz que nos envolve, a transformar-se num grande ovo de luz dourada que nos envolve completamente. Sentimos a sua paz e também a sua protecção. Tudo o que está dentro desse ovo cintila de energia, alimenta a nossa aura de energia e fortalece-a. Ficamos durante cerca de dois minutos sentindo-nos envolvidos por esse ovo de luz dourada. Depois, começamos a visualizar o encolhimento do ovo dourado. Primeiro sentindo-o voltar à forma de coluna, e depois lentamente sentimo-la encolher até à base da espinha e ao topo da cabeça. Depois sentimo-la a encolher lentamente até ficar do tamanho de um dedo, depois de um lápis, e finalmente, da grossura dum único fio dourado. Agora, sentimos a energia desse fio dourado a fluir desde a base da espinha até ao topo da cabeça e focalizamo-nos no ponto de intersecção das linhas do terceiro olho e do topo da cabeça. Respiramos por nove vezes, sentindo a energia da luz dourada nesse local da cabeça e depois, deixamos a energia fluir de novo para a boca, estômago, baixo abdómen, deixando-a dissolver-se aí lentamente. Respiramos fundo mais umas quantas vezes e sentimos toda a paz e protecção que essa luz dourada nos proporcionou. Sentimos que podemos fazer esse exercício sempre que quisermos, envolver-nos nessa luz dourada e fortalecer a nossa aura com a sua protecção e energia.

Seguidores

Follow by Email

“O que for a profundeza do teu ser, assim será teu desejo.

O que for o teu desejo, assim será tua vontade.

O que for a tua vontade, assim serão teus atos.

O que forem teus atos, assim será teu destino.”

Brihadaranyaka Upanishad

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.
Seja LUZ !!!

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR
Desperte para a regeneração da alma e do próprio corpo físico, começando por se desintoxicar daquilo que desequilibra a tua saúde física. Depure e purifique teus pensamentos, olhando mais para o Sol da verdade, do que para as nuvens da ignorância. Quem se faz luz não teme a escuridão, nem nevoeiros passageiros. Sabe que tudo que não for essencialmente divino, passa e se transmuta. Sendo assim, transmute-se!