7 de setembro de 2012

UM SIMPLES BOM DIA

"As pequenas coisas que você faz diariamente - como sorrir para um estranho ou
cumprimentar alguém - o aproximam de sua verdade espiritual e da pureza de sua alma."
(Deepak Chopra)

É interessante notar, como as pessoas, sempre esperam que, seus dias tenham grandes feitos, para que ela possam se sentir realizadas.
Para considerarem seus dias válidos!
" O meu dia hoje, foi, ou, está sendo, tão sem graça.."
Não, não é o seu dia que, está sem encanto.
Você que, sem perceber está perdendo todo o encanto da sua vida, ao esperar sempre por grandes acontecimentos, em cada dia da sua vida.
Se não consegue se sentir feliz ao cumprimentar alguém, com um simples "bom dia", ou um: "como vai você"?
Está na hora de recomeçar a sentir esse prazer tão real e constante nas nossas vidas.
Já sentiu alegria ao cumprimentar um estranho que, passa na rua?
A uma pessoa que, de repente surge no seu dia?
Não vale responder que, não faz mais isso por, alguém já, não ter respondido à um cumprimento seu, dado de coração!
Já aconteceu várias vezes comigo!
De repente, um que está a espera de um grande acontecimento no seu dia, na sua vida, desprezou e achou sem valor, uma saudação que, dei de coração.
Nunca desisti de cumprimentar o próximo que passou pelo meu dia.
Enquanto uma pessoa que, não me respondeu coloca uma cara feia, mal humorada, sigo na minha vontade de levar o meu dia da melhor maneira possível.
Grandes acontecimentos podem sim, nos acontecer!
Quem não espera por algum na sua vida?
Isso é perfeitamente aceitável e normal.
Nunca será normal, negligenciar as pequenas atitudes nas nossas vidas, em função desse ideal.
Torne sempre grandioso, cada pequeno acontecimento no seu dia!
Ao final dele, dificilmente poderá falar que, seu dia foi sem graça.
A felicidade, a alegria sempre nos aproxima de uma verdadeira pureza da nossa alma.
Quem alcança isso na vida, em cada dia que recebe como dádiva, nunca achará que, teve um dia "sem sal"!
Sem cores alguma!
Seus dias serão tão coloridos e diferentes, quanto a própria vida!
Basta tão somente, um simples:
"Bom dia"!
(Raquel Free)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA
Deve-se estar sentado confortável com a coluna vertebral bem direita. Começamos por inspirar profundamente pelo nariz e expiramos pela boca. Visualizamos a inspiração em energia branca e pura e a expiração levando todas as toxinas e energias negativas em névoas negras. Seguidamente concentramo-nos na energia do universo, das estrelas, dos planetas e focalizamo-nos em inspirar essa energia, preenchendo-nos completamente com ela. Sentimos o nosso corpo envolvido e preenchido com essa energia de paz e amor universal. Mantemos esta sensação durante cerca de dois minutos e depois, lentamente, pensamos somente em inspirar paz. Pensamos na paz e concentramo-nos na respiração desse sentimento, um sentimento de paz. Quando expiramos, enviamos paz também para o universo, preenchendo-o. Fazer esta respiração durante cerca de dois minutos e está-se pronto para a Meditação da Luz Dourada. Visualizamos de seguida, que inspiramos uma luz dourada. Sentimo-la a entrar para os nossos pulmões e a espalhar-se por todo o nosso corpo. Fazêmo-lo nove vezes. Passamos a respirar regularmente pelo nariz. Depois, começamos a visualizar uma linha dourada desde a base da espinha até ao topo da cabeça. Visualizamos essa linha dourada da grossura de um fio de electricidade. Fazêmo-lo nove vezes. Visualizamos então a grossura do fio dourado a aumentar lentamente até atingir a grossura de um lápis. Sentimos a luz dourada desde a ponta da espinha até ao topo da cabeça. Novamente sentimos a expansão da grossura da luz dourada até atingir a grossura de um dedo a fluir desde o topo da cabeça até à base da espinha. Agora, sentimos a luz a expandir-se para uma coluna de luz dourada que flui desde a base da espinha até o topo da cabeça. Visualizamos esta bela coluna de luz dourada a expandir-se lentamente até nos envolver completamente todo o corpo. Ficamos a sentir, pacificamente, essa luz dourada a envolver-nos. Agora, lentamente visualizamos a coluna de luz que nos envolve, a transformar-se num grande ovo de luz dourada que nos envolve completamente. Sentimos a sua paz e também a sua protecção. Tudo o que está dentro desse ovo cintila de energia, alimenta a nossa aura de energia e fortalece-a. Ficamos durante cerca de dois minutos sentindo-nos envolvidos por esse ovo de luz dourada. Depois, começamos a visualizar o encolhimento do ovo dourado. Primeiro sentindo-o voltar à forma de coluna, e depois lentamente sentimo-la encolher até à base da espinha e ao topo da cabeça. Depois sentimo-la a encolher lentamente até ficar do tamanho de um dedo, depois de um lápis, e finalmente, da grossura dum único fio dourado. Agora, sentimos a energia desse fio dourado a fluir desde a base da espinha até ao topo da cabeça e focalizamo-nos no ponto de intersecção das linhas do terceiro olho e do topo da cabeça. Respiramos por nove vezes, sentindo a energia da luz dourada nesse local da cabeça e depois, deixamos a energia fluir de novo para a boca, estômago, baixo abdómen, deixando-a dissolver-se aí lentamente. Respiramos fundo mais umas quantas vezes e sentimos toda a paz e protecção que essa luz dourada nos proporcionou. Sentimos que podemos fazer esse exercício sempre que quisermos, envolver-nos nessa luz dourada e fortalecer a nossa aura com a sua protecção e energia.

Seguidores

Follow by Email

“O que for a profundeza do teu ser, assim será teu desejo.

O que for o teu desejo, assim será tua vontade.

O que for a tua vontade, assim serão teus atos.

O que forem teus atos, assim será teu destino.”

Brihadaranyaka Upanishad

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.
Seja LUZ !!!

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR
Desperte para a regeneração da alma e do próprio corpo físico, começando por se desintoxicar daquilo que desequilibra a tua saúde física. Depure e purifique teus pensamentos, olhando mais para o Sol da verdade, do que para as nuvens da ignorância. Quem se faz luz não teme a escuridão, nem nevoeiros passageiros. Sabe que tudo que não for essencialmente divino, passa e se transmuta. Sendo assim, transmute-se!