15 de setembro de 2014

O CÉREBRO ACORDADO ENQUANTO VOCÊ DORME

Partes de seu cérebro continuam a funcionar quando você está dormindo, os pesquisadores da Ecole Normale Supérieure em Paris e na Universidade de Cambridge descobriram.

Eles gravaram o EEG (ondas cerebrais) de participantes humanos enquanto eles estavam acordados depois que eles foram instruídos a classificar palavras faladas como animais ou objetos, pressionando um botão, usando a mão direita para os animais e a mão esquerda para objetos.

Uma vez que os participantes dormiam, os testes continuaram, mas com uma lista totalmente nova de palavras para garantir que as respostas exigiria a extração da palavra que significa mais do que um simples emparelhamento entre o estímulo e a resposta. Observações de atividade cerebral dos pesquisadores mostraram que os participantes continuaram a responder com precisão às palavras (embora mais lentamente) enquanto dormiam.

O estudo também se estende trabalhos anteriores sobre o processamento subliminar, mostrando que o processamento da fala e outras tarefas complexas "pode ​​ser feito não só sem estar consciente do que você percebe, mas [também] sem estar ciente de todo." Sid Kouider da Ecole Normale Supérieure suspeita que tal processamento inconsciente não é limitada pela complexidade da tarefa, mas se ele pode ser feito automaticamente ou não.

Referência

5 de setembro de 2014

A CIDADE PERDIDA DE ATLÂNTIDA

Dizem que a cidade perdida de Atlântida foi lar de uma civilização avançada há mais de 12.000 anos atrás. Alguns acreditam que aqueles que ali viveram teriam sido capazes de viajar para o espaço. A lenda diz que a cidade desapareceu de formam instantânea, sugada violentamente para dentro do oceano. Durante séculos, exploradores e arqueólogos têm tentado localizar restos desta cidade perdida. A equipe de MysteryQuest, utilizando tecnologia de "Sonar", revela novas evidências de que estas estruturas se encontram sob a água. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA
Deve-se estar sentado confortável com a coluna vertebral bem direita. Começamos por inspirar profundamente pelo nariz e expiramos pela boca. Visualizamos a inspiração em energia branca e pura e a expiração levando todas as toxinas e energias negativas em névoas negras. Seguidamente concentramo-nos na energia do universo, das estrelas, dos planetas e focalizamo-nos em inspirar essa energia, preenchendo-nos completamente com ela. Sentimos o nosso corpo envolvido e preenchido com essa energia de paz e amor universal. Mantemos esta sensação durante cerca de dois minutos e depois, lentamente, pensamos somente em inspirar paz. Pensamos na paz e concentramo-nos na respiração desse sentimento, um sentimento de paz. Quando expiramos, enviamos paz também para o universo, preenchendo-o. Fazer esta respiração durante cerca de dois minutos e está-se pronto para a Meditação da Luz Dourada. Visualizamos de seguida, que inspiramos uma luz dourada. Sentimo-la a entrar para os nossos pulmões e a espalhar-se por todo o nosso corpo. Fazêmo-lo nove vezes. Passamos a respirar regularmente pelo nariz. Depois, começamos a visualizar uma linha dourada desde a base da espinha até ao topo da cabeça. Visualizamos essa linha dourada da grossura de um fio de electricidade. Fazêmo-lo nove vezes. Visualizamos então a grossura do fio dourado a aumentar lentamente até atingir a grossura de um lápis. Sentimos a luz dourada desde a ponta da espinha até ao topo da cabeça. Novamente sentimos a expansão da grossura da luz dourada até atingir a grossura de um dedo a fluir desde o topo da cabeça até à base da espinha. Agora, sentimos a luz a expandir-se para uma coluna de luz dourada que flui desde a base da espinha até o topo da cabeça. Visualizamos esta bela coluna de luz dourada a expandir-se lentamente até nos envolver completamente todo o corpo. Ficamos a sentir, pacificamente, essa luz dourada a envolver-nos. Agora, lentamente visualizamos a coluna de luz que nos envolve, a transformar-se num grande ovo de luz dourada que nos envolve completamente. Sentimos a sua paz e também a sua protecção. Tudo o que está dentro desse ovo cintila de energia, alimenta a nossa aura de energia e fortalece-a. Ficamos durante cerca de dois minutos sentindo-nos envolvidos por esse ovo de luz dourada. Depois, começamos a visualizar o encolhimento do ovo dourado. Primeiro sentindo-o voltar à forma de coluna, e depois lentamente sentimo-la encolher até à base da espinha e ao topo da cabeça. Depois sentimo-la a encolher lentamente até ficar do tamanho de um dedo, depois de um lápis, e finalmente, da grossura dum único fio dourado. Agora, sentimos a energia desse fio dourado a fluir desde a base da espinha até ao topo da cabeça e focalizamo-nos no ponto de intersecção das linhas do terceiro olho e do topo da cabeça. Respiramos por nove vezes, sentindo a energia da luz dourada nesse local da cabeça e depois, deixamos a energia fluir de novo para a boca, estômago, baixo abdómen, deixando-a dissolver-se aí lentamente. Respiramos fundo mais umas quantas vezes e sentimos toda a paz e protecção que essa luz dourada nos proporcionou. Sentimos que podemos fazer esse exercício sempre que quisermos, envolver-nos nessa luz dourada e fortalecer a nossa aura com a sua protecção e energia.

Seguidores

Follow by Email

“O que for a profundeza do teu ser, assim será teu desejo.

O que for o teu desejo, assim será tua vontade.

O que for a tua vontade, assim serão teus atos.

O que forem teus atos, assim será teu destino.”

Brihadaranyaka Upanishad

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.
Seja LUZ !!!

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR
Desperte para a regeneração da alma e do próprio corpo físico, começando por se desintoxicar daquilo que desequilibra a tua saúde física. Depure e purifique teus pensamentos, olhando mais para o Sol da verdade, do que para as nuvens da ignorância. Quem se faz luz não teme a escuridão, nem nevoeiros passageiros. Sabe que tudo que não for essencialmente divino, passa e se transmuta. Sendo assim, transmute-se!