20 de abril de 2011

A ARTE DA MEDITAÇÃO


Em meio à agitação das grandes cidades, é possível relaxar, se concentrar para elevar o espírito e construir a paz.
Imagine a sua casa cheia de móveis velhos e um caminhão à porta com móveis novos esperando pela mudança. Para que este possa ser descarregado, você precisa se desfazer dos antigos.Com a mente acontece a mesma coisa: é preciso desobstruir os canais que impedem o que ela silencie para escutarmos nossa voz interior.
Para começar, é preciso aprender a se livrar da ansiedade, aquele sentimento de querer fazer tudo certo e de ter controle sobre tudo a sua volta. E isso é uma questão de treino. Para evitar essa angústia, expire e inspire profundamente algumas vezes, afastando o pessimismo e permitindo que o bom da vida volte a tomar conta de você.
Cultive pensamentos positivos
Para que a paz tome conta da sua mente, esqueça pensamentos negativos do tipo "não vai dar certo", "não sou bom o bastante para fazer isso" e "não tenho jeito para esse trabalho".
Mude sua maneira de pensar: "Eu sei fazer isso muito bem", "ninguém melhor que eu para essa função" e "com certeza vai acontecer o melhor" são idéias não só alentadoras, mas também capazes de gerar boas oportunidades.
Estudos científicos demonstram que, ao imaginarmos situações prazerosas e recuperarmos boas lembranças, estimulamos não só nossa capacidade de pensar com clareza, mas inclusive o hormônio do rejuvenescimento.
"Tirar um minuto por dia para respirar, ouvir boa música ou fazer uma pausa para o café são saídas rápidas que fazem a diferença", ensina a psiquiatra mineira Sofia Bauer, autora do livro Síndrome do Pânico (ed. Caminhos Editorial).
Outra imagem recomendada por ela, muito usada por quem está se iniciando na meditação, é pensar que você está sob uma cachoeira refrescante e cristalina."Imagine a água percorrendo todo seu corpo e renovando suas células", ensina.
Exercite a concentração
Na meditação, precisamos nos concentrar. Pode ser em uma imagem mental ou em algo que está a sua volta. Pode ser a sua própria respiração ou na repetição de uma palavra ou um mantra.
Quem não está acostumado estranha: a calma só é atingida quando adquirimos uma consciência maior sobre o funcionamento da mente. É ela que não nos deixa em paz e se envolve com lembranças, sons, perfumes.
Com muito treino, conseguimos domá-la para conseguir meditar.De início, deixe que os pensamentos fluam, sem tentar retê-los. Antes de dormir, repasse mentalmente como foi o dia. Lembre-se de cada ato, da reação que teve diante de alguma atitude, rememore o que foi capaz de mudar deestado de espírito. Esse comportamento desperta nossa atenção e, dessa forma, nos preparando gradativamente para meditar.
Sempre que puder, sente-se num local tranqüilo, feche os olhos e concentre-se no inspirar-e-expirar. Faça isso uma ou duas vezes por dia, respirando atentamente três vezes, dando uma pausa, e prestando atenção outra vez. Aos poucos, procure aumentar o número de respirações entre as pausas.
A prática regular desse exercício, passados cerca de dois meses, dará não só mais facilidade para se concentrar na respiração como em todas as outras coisas. Você terá adquirido a percepção do momento presente, se livrando da pressão da ansiedade.
Comece o dia meditando
Cada um tem seu ritmo, mas o ideal é exercitar a mente logo ao acordar. Nos primeiros instantes do dia, estamos naturalmente em contato com nosso interior, mais sensíveis aos sons, à luz e à energia emitida por objetos e imagens.
Comece se espreguiçando e boceje para ativar a circulação do sangue e acordar a alma. Já desperto, mas ainda em seu quarto, sente-se na cama, estique as pernas e a coluna e comece o exercício. Concentrar-se e mentalizar fatos positivos para sua família, sua vida amorosa e profissional é outra boa forma de ativar a mente.
Quer ter mais paz em sua vida? Siga os budistas: "Assim como eu quero ser feliz e evitar o sofrimento, outros também querem a felicidade". Nessa hora, lembre-se dos que vivem a seu redor e, quando sentir a sensação de que todos são iguais, concentre-se nesse sentimento. Quanto mais fixar essa imagem na mente, mais calmo e mais tranqüilo você será.
Publicado em 26/03/2011
Marilda Varejão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA
Deve-se estar sentado confortável com a coluna vertebral bem direita. Começamos por inspirar profundamente pelo nariz e expiramos pela boca. Visualizamos a inspiração em energia branca e pura e a expiração levando todas as toxinas e energias negativas em névoas negras. Seguidamente concentramo-nos na energia do universo, das estrelas, dos planetas e focalizamo-nos em inspirar essa energia, preenchendo-nos completamente com ela. Sentimos o nosso corpo envolvido e preenchido com essa energia de paz e amor universal. Mantemos esta sensação durante cerca de dois minutos e depois, lentamente, pensamos somente em inspirar paz. Pensamos na paz e concentramo-nos na respiração desse sentimento, um sentimento de paz. Quando expiramos, enviamos paz também para o universo, preenchendo-o. Fazer esta respiração durante cerca de dois minutos e está-se pronto para a Meditação da Luz Dourada. Visualizamos de seguida, que inspiramos uma luz dourada. Sentimo-la a entrar para os nossos pulmões e a espalhar-se por todo o nosso corpo. Fazêmo-lo nove vezes. Passamos a respirar regularmente pelo nariz. Depois, começamos a visualizar uma linha dourada desde a base da espinha até ao topo da cabeça. Visualizamos essa linha dourada da grossura de um fio de electricidade. Fazêmo-lo nove vezes. Visualizamos então a grossura do fio dourado a aumentar lentamente até atingir a grossura de um lápis. Sentimos a luz dourada desde a ponta da espinha até ao topo da cabeça. Novamente sentimos a expansão da grossura da luz dourada até atingir a grossura de um dedo a fluir desde o topo da cabeça até à base da espinha. Agora, sentimos a luz a expandir-se para uma coluna de luz dourada que flui desde a base da espinha até o topo da cabeça. Visualizamos esta bela coluna de luz dourada a expandir-se lentamente até nos envolver completamente todo o corpo. Ficamos a sentir, pacificamente, essa luz dourada a envolver-nos. Agora, lentamente visualizamos a coluna de luz que nos envolve, a transformar-se num grande ovo de luz dourada que nos envolve completamente. Sentimos a sua paz e também a sua protecção. Tudo o que está dentro desse ovo cintila de energia, alimenta a nossa aura de energia e fortalece-a. Ficamos durante cerca de dois minutos sentindo-nos envolvidos por esse ovo de luz dourada. Depois, começamos a visualizar o encolhimento do ovo dourado. Primeiro sentindo-o voltar à forma de coluna, e depois lentamente sentimo-la encolher até à base da espinha e ao topo da cabeça. Depois sentimo-la a encolher lentamente até ficar do tamanho de um dedo, depois de um lápis, e finalmente, da grossura dum único fio dourado. Agora, sentimos a energia desse fio dourado a fluir desde a base da espinha até ao topo da cabeça e focalizamo-nos no ponto de intersecção das linhas do terceiro olho e do topo da cabeça. Respiramos por nove vezes, sentindo a energia da luz dourada nesse local da cabeça e depois, deixamos a energia fluir de novo para a boca, estômago, baixo abdómen, deixando-a dissolver-se aí lentamente. Respiramos fundo mais umas quantas vezes e sentimos toda a paz e protecção que essa luz dourada nos proporcionou. Sentimos que podemos fazer esse exercício sempre que quisermos, envolver-nos nessa luz dourada e fortalecer a nossa aura com a sua protecção e energia.

Seguidores

Follow by Email

“O que for a profundeza do teu ser, assim será teu desejo.

O que for o teu desejo, assim será tua vontade.

O que for a tua vontade, assim serão teus atos.

O que forem teus atos, assim será teu destino.”

Brihadaranyaka Upanishad

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.
Seja LUZ !!!

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR
Desperte para a regeneração da alma e do próprio corpo físico, começando por se desintoxicar daquilo que desequilibra a tua saúde física. Depure e purifique teus pensamentos, olhando mais para o Sol da verdade, do que para as nuvens da ignorância. Quem se faz luz não teme a escuridão, nem nevoeiros passageiros. Sabe que tudo que não for essencialmente divino, passa e se transmuta. Sendo assim, transmute-se!