17 de maio de 2011

MERKABA

A palavra Mer-Ka-Ba é composta de 3 palavras menores: Mer, Ka, Ba. Estas palavras são provenientes do Egito antigo. Existem diversas pronúncias de Mer-Ka-Ba como Mer-Ka-Bah, Mer-Ka-Va e Mer-Ka-Vah.
"Mer" - refere-se a um tipo específico de luz que era compreendido no Egito durante a 18 º dinastia, quando as religiões estavam sendo re-orientadas a adoração de um só Deus da criação. "Mer" era visto como dois campos contra-rotatórios de luz girando no mesmo espaço.
Estes campos são gerados quando uma pessoa faz alguns padrões específicos de respirações.
"Ka" - refere-se ao espírito individual de uma pessoa.
"Ba" - refere- se a interpretação do espírito de uma realidade particular. Na realidade humana, "Ba" define-se geralmente como o corpo ou realidade física. Em outras realidades onde os espíritos não possuem corpos, "Ba" refere-se a seus conceitos ou à sua interpretação da realidade no reino onde eles existem.
A Mer-Ka-Ba é um campo de luz que gira em sentidos contrários e que afeta espírito e corpo simultaneamente. É um veículo de luz que pode ajudar mente, corpo e espírito a acessarem e vivenciarem outros planos de realidades e potenciais de vida. Na verdade, Mer-Ka-Ba é ainda muito mais do que isso. Aqueles que aprenderam a meditação Mer-Ka-Ba, afirmam que aprenderam mais sobre si mesmos, conectaram-se com seus Eus Superiores e se elevaram a um novo nível de consciência, porque ela pode criar uma realidade tanto quanto se mover entre realidades.
Através de estudos dos ensinamentos sagrados de Lemúria, Atlântida e o antigo Egito unificando com conhecimentos e estudos sobre física quântica e geometria sagrada foi possível a descoberta de um poderoso conjunto de técnicas que possibilitam alcançar a ativação completa do corpo e veículo de luz.
Juntamente com a abertura do chacra cardíaco e alcance da vibração de amor incondicional somos capazes de fazer uma limpeza dos canais energéticos e sutis dos nossos corpos, ampliando e elevando nossa consciência.
Através da geometria sagrada, trazemos à consciência a existência de vários campos magnéticos que circundam nossos corpos (um deles é o campo formado pela estrela tetraédrica e pela meditação da merkaba , conseguimos acessar estes campos acionado nosso veículo de luz e projetando nosso ser para outras dimensões.
A Mer-Ka-Ba é uma ferramenta que ajuda os humanos a alcançarem seu potencial pleno.A Mer-Ka-Ba é um campo de energia cristalina que compreende geometrias sagradas específicas que alinham a mente, o corpo e o coração.
Este campo de energia criado pela geometria sagrada se estende ao redor do corpo a uma distância de 18 a 20 metros. Esses campos geométricos de energia giram normalmente ao redor de nosso corpo a uma velocidade próxima à velocidade da luz, mas para a maioria estão mais lentos ou até pararam de girar completamente por falta de atenção e de uso.
Quando este campo é reativado e está girando apropriadamente é chamado de Mer-Ka-Ba. Uma Mer-Ka-Ba completamente ativada parece com a estrutura de uma galáxia ou de um OVNI.
A Mer-Ka-Ba nos permite experimentar a consciência expandida, nos conecta com potenciais elevados de consciência, e restaura o acesso e a memória, até as possibilidades infinitas de nosso ser. Quando a Meditação Mer-Ka-Ba é feita corretamente, a Mer-Ka-Ba integra fluidicamente os aspectos femininos (intuitivos, receptivos) e os aspectos masculinos (ativos e dinâmicos) de nossa mente e espírito.


Merkabah é uma energia sagrada, formada e controlada por uma inteligência superior para identificar em qualquer dimensão aqueles elementos de consciência que já estão prontos para a ascensão. Acredita-se que este processo de ascensão é baseado numa razão de proporção que provavelmente atinge os 33,33%, ou um terço da população atual da Terra. Pesquisas sobre referências a este fenômeno, registradas pelos antigos em seus escritos e memórias, parecem confirmar este percentual e também indicar que, a menos que um terço de qualquer população planetária tenha atingido o prescrito estado de consciência, assim tornando-se qualificada para ascensão, a Merkabah não será ativada.
A Merkabah é constituída de através de energias exclusivas e pré-determinadas que se movimentam em rotações opostas ou contrárias, isto é, por uma energia no vórtex, girando no sentido horário, e outra no sentido anti-horário, que formam um portal para a dimensão seguinte, através do qual as consciências qualificadas podem elevar-se. Uma explanação mais simplificada é a seguinte: para que possamos nos qualificar, cada um de nós precisa transformar o corpo material (físico) num corpo de luz, que então nos fornecerá automaticamente a chave para a passagem através da Merkabah para o Cinturão de Fótons (a Consciência Crística).
Nós precisamos unificar a terceira e a quarta dimensões através da transformação do nosso corpo de luz. A Teoria dos Campos Unificados não é nova, na medida em que os Estados Unidos a descobriram na década de 40 e desastradamente brincaram com ela no que ficou conhecido como o Experimento da Filadélfia. Nesse horrendo e vulgarizado experimento, os Estados Unidos desmaterializaram e transportaram um navio da Marinha, das Instalações Navais da Filadélfia para as Instalações Navais de Norfolk, com toda a sua tripulação a bordo, sem que ela tivesse conhecimento e sequer suspeitasse do acontecido. Os resultados que se seguiram, apesar de satisfatórios para o navio, foram totalmente amorais e desastrosos para a tripulação. Um grande percentual de seus membros foi jogado no convés e nas amuradas do navio, presos em alçapões sem a menor possibilidade de conseguir escapar e sem esperança de ajuda de qualquer espécie. Os que não foram lançados nos alçapões e sobreviveram, tornaram-se mentalmente insanos e mais tarde foram internados no Hospital de Administração dos Veteranos para pacientes psiquiátricos.
A Teoria dos Campos Unificados, mesmo com sua eventualidade questionável, permitiu então aos Estados Unidos e, mais especificamente à NASA e aos militares, uma passagem para a quarta dimensão. Deste experimento sem precedentes, evoluíram os projetos Montauk e HAARP, nenhum dos quais provou estar atendendo aos melhores interesses da humanidade. Todos esses três projetos, começando com o Experimento da Filadélfia, indicam uma aplicação imprópria e inapropriada de segredos e de energias espirituais e a sua utilização egoísta, unilateral e autoritária.
Parece ironia o fato de que a Merkabah e a Teoria dos Campos Unificados tenham tanto em comum, pois ambas permitem o acesso a dimensões mais elevadas, apesar de que a Merkabah tem uma natureza estritamente espiritual e a outra uma intenção e um objetivo aparentemente nefastos. No entanto, eu acredito, sem a menor sombra de dúvida, que o acesso à quarta dimensão realizado pelo homem, em função de suas características não espirituais, terá um escopo e uma aplicação limitados, e ao final fracassará, a não ser que o homem aceite direcionar todo esse conhecimento para propósitos altruísticos. Com toda a certeza, apesar de tecnologicamente compatível com a Merkabah, o nível de conscientização e a intenção são enormemente diferentes, e pode-se questionar até que ponto ele terá acesso ao segredo.


Merkabah e o Cinturão de Fótons estão vinculados de maneira muito próxima e divina. Cientificamente o Cinturão de Fótons se refere à Idade de Ouro, ou de 2.000 anos de luz; sua radiação é chamada radiação manásica. Espiritualmente, no entanto, podemos considerar a Idade de Ouro e de luz como sendo representativa da morada do Cristo. Seguindo este pensamento, a radiação manásica é a emanação ou radiação do poder e da presença do Cristo. Assim relacionados, podemos facilmente ver a interconexão entre Merkabah, Cinturão de Fótons e Cristo. O Cinturão de Fótons está numa quarta dimensão de consciência, um grau acima da nossa terceira dimensão e, portanto, não podemos entrar nessa dimensão mais elevada até que tenhamos completo domínio sobre a terceira dimensão.
Erradamente, a maior parte dos povos da Terra acredita que o Deus Criador é perfeito, estacionário e que não se expande. Se o Deus Criador fosse estacionário e perfeito, não haveria mais criação, o que causaria um estado constante de entropia. Assim, a longo prazo, toda a criação deixaria de existir.
À medida que caminhamos, tenhamos sempre em mente que tudo o que foi dito tem relação direta ou indireta com o Cinturão de Fótons e a Merkabah, os quais, juntamente com o nosso planeta, você e eu, estão interconectados. Não podemos ficar isolados uns dos outros permanentemente, porque todos somos partes inerentes do plano e da consciência divinos. O Universo está em constante movimento
Antigas tradições místicas (como a Kabbalah), e informação contemporânea canalizada (como "As Chaves de Enoch") falam de Merkaba como sendo um veículo para viagem inter-dimensional. Na medida que nos aproximamos do momento da "Mudança", ensinamentos outrora secretos sobre a Merkaba estão vindo à luz.
Tanto a comunidade científica como os estudantes de misticismo e ocultismo parecem caminhar para um entendimento compartilhado de que, até onde vai a realidade, o que vemos não é tudo o que existe,isto é, a realidade física que percebemos não é a única que existe. É a única na qual estamos sintonizados, e está cada vez mais óbvio que há outras realidades, ou dimensões da realidade, como queiram,que existem simultaneamente no tempo e espaço com esta nossa.
A natureza multi-dimensional da realidade, assim como a habilidade de se movimentar entre dimensões, também explicam como seres como os anjos são capazes de desaparecer à vontade, simplesmente ligando ou desligando a sua sintonização na nossa dimensão de realidade. Os devas, as fadas, os OVNIs, tudo pode ser similarmente explicado. De fato, os Mestres nos ensinam que níveis dimensionais são separados por frequências de ondas (por exemplo: a terceira dimensão tem uma freqüência de onda de 7,3cm) e 90 graus. Você pode ter ouvido histórias de OVNIs cruzando os céus, fazendo uma curva de 90 graus e desaparecendo. Os seres nesse OVNI uniram suas consciências e provocaram uma mudança específica dentro deles mesmos, relacionada com esses 90 graus. Quando eles assim o fazem por meio da respiração e de sua conexão, eles conseguem fazer um navio inteiro desaparecer e penetrar no nível dimensional em que eles estão sintonizados. Mas, voltemos à Bíblia.

Entretanto, a Merkabah não é o único caminho de volta para a Fonte ou para se atingir o Cinturão de Fótons. A atual e mais simples metodologia é a de aprender a viver e falar em Amor, Luz e equilíbrio, ou ser inundado pela Consciência Crística, ou dominar os Sete Princípios – todos eles utilizando as energias da Fonte Eterna, e que automaticamente levarão você à Merkabah.


Fonte: http://www.sintoniasaintgermain.com.br/merkaba.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA

MEDITAÇÃO DA LUZ DOURADA
Deve-se estar sentado confortável com a coluna vertebral bem direita. Começamos por inspirar profundamente pelo nariz e expiramos pela boca. Visualizamos a inspiração em energia branca e pura e a expiração levando todas as toxinas e energias negativas em névoas negras. Seguidamente concentramo-nos na energia do universo, das estrelas, dos planetas e focalizamo-nos em inspirar essa energia, preenchendo-nos completamente com ela. Sentimos o nosso corpo envolvido e preenchido com essa energia de paz e amor universal. Mantemos esta sensação durante cerca de dois minutos e depois, lentamente, pensamos somente em inspirar paz. Pensamos na paz e concentramo-nos na respiração desse sentimento, um sentimento de paz. Quando expiramos, enviamos paz também para o universo, preenchendo-o. Fazer esta respiração durante cerca de dois minutos e está-se pronto para a Meditação da Luz Dourada. Visualizamos de seguida, que inspiramos uma luz dourada. Sentimo-la a entrar para os nossos pulmões e a espalhar-se por todo o nosso corpo. Fazêmo-lo nove vezes. Passamos a respirar regularmente pelo nariz. Depois, começamos a visualizar uma linha dourada desde a base da espinha até ao topo da cabeça. Visualizamos essa linha dourada da grossura de um fio de electricidade. Fazêmo-lo nove vezes. Visualizamos então a grossura do fio dourado a aumentar lentamente até atingir a grossura de um lápis. Sentimos a luz dourada desde a ponta da espinha até ao topo da cabeça. Novamente sentimos a expansão da grossura da luz dourada até atingir a grossura de um dedo a fluir desde o topo da cabeça até à base da espinha. Agora, sentimos a luz a expandir-se para uma coluna de luz dourada que flui desde a base da espinha até o topo da cabeça. Visualizamos esta bela coluna de luz dourada a expandir-se lentamente até nos envolver completamente todo o corpo. Ficamos a sentir, pacificamente, essa luz dourada a envolver-nos. Agora, lentamente visualizamos a coluna de luz que nos envolve, a transformar-se num grande ovo de luz dourada que nos envolve completamente. Sentimos a sua paz e também a sua protecção. Tudo o que está dentro desse ovo cintila de energia, alimenta a nossa aura de energia e fortalece-a. Ficamos durante cerca de dois minutos sentindo-nos envolvidos por esse ovo de luz dourada. Depois, começamos a visualizar o encolhimento do ovo dourado. Primeiro sentindo-o voltar à forma de coluna, e depois lentamente sentimo-la encolher até à base da espinha e ao topo da cabeça. Depois sentimo-la a encolher lentamente até ficar do tamanho de um dedo, depois de um lápis, e finalmente, da grossura dum único fio dourado. Agora, sentimos a energia desse fio dourado a fluir desde a base da espinha até ao topo da cabeça e focalizamo-nos no ponto de intersecção das linhas do terceiro olho e do topo da cabeça. Respiramos por nove vezes, sentindo a energia da luz dourada nesse local da cabeça e depois, deixamos a energia fluir de novo para a boca, estômago, baixo abdómen, deixando-a dissolver-se aí lentamente. Respiramos fundo mais umas quantas vezes e sentimos toda a paz e protecção que essa luz dourada nos proporcionou. Sentimos que podemos fazer esse exercício sempre que quisermos, envolver-nos nessa luz dourada e fortalecer a nossa aura com a sua protecção e energia.

Seguidores

Follow by Email

“O que for a profundeza do teu ser, assim será teu desejo.

O que for o teu desejo, assim será tua vontade.

O que for a tua vontade, assim serão teus atos.

O que forem teus atos, assim será teu destino.”

Brihadaranyaka Upanishad

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.

Transforme-se em ti mesmo e descubra quem você é.
Seja LUZ !!!

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR

DEIXE A TUA LUZ BRILHAR
Desperte para a regeneração da alma e do próprio corpo físico, começando por se desintoxicar daquilo que desequilibra a tua saúde física. Depure e purifique teus pensamentos, olhando mais para o Sol da verdade, do que para as nuvens da ignorância. Quem se faz luz não teme a escuridão, nem nevoeiros passageiros. Sabe que tudo que não for essencialmente divino, passa e se transmuta. Sendo assim, transmute-se!